Onde investir meu dinheiro?

49 views

Janeiro quase acabando e venho percebendo que neste início de ano uma onda de urgência vem rondando as pessoas: algumas querem organizar suas finanças, outras pretendem passar a poupar mais e a investir…. e muitos têm me perguntado quais são as alternativas de investimento mais interessantes para o momento. O texto de hoje é sobre isso: onde investir meu dinheiro?

Se você ainda não organizou suas finanças, não sabe bem em que vem gastando seu salário, sugiro que leia esse texto: Aprenda a elaborar seu orçamento pessoal e comece a poupar, que vai te ajudar a organizar suas receitas e despesas.

Mas, se você já vem conseguindo poupar um pouco a cada mês, então está na hora de considerar as opções disponíveis para investir e tirar um bom proveito dos juros sobre juros.

É sempre bom lembrar que os juros têm o poder de alavancar os seus resultados e, com isso, encurtar o tempo para que você alcance o que planejou!

Então, nas próximas linhas apresento alguns investimentos que considero promissores para a sua carteira de investimentos…

 

Onde investir meu dinheiro? – Algumas considerações

Antes de lhe apresentar as opções de investimento, gostaria de deixar registrado um recado importante: procure entender quais são seus objetivos, qual o seu perfil de investidor e qual o seu horizonte de investimento.

Solicitar uma orientação especializada antes de tomar uma decisão de investimento, pode ser de grande valia para te ajudar nesta empreitada! Pois nem sempre todas as opções que citarei a seguir serão adequadas ao seu perfil de investidor e/ou horizonte de investimentos.

Dito isto, vamos lá…

 

Onde investir meu dinheiro? – Que tal no Tesouro Direto?

O Tesouro Direto é uma plataforma digital para a realização de investimentos em títulos públicos que permite, dentre outras coisas, que pessoas físicas como eu e você possam emprestar dinheiro ao governo e receber juros por este empréstimo.

Este meu texto “Entenda tudo sobre investimentos em Títulos do Tesouro Direto” explica com mais detalhes todos os títulos que estão disponíveis para a compra no Tesouro Direto e suas principais características.

A maior vantagem destas aplicações está no fato de que elas são muito democráticas: todas as pessoas, independente do volume investido, terão as mesmas condições de aplicação. Quem vai aplicar o mínimo de R$ 30,00 vai conseguir as mesmas taxas de quem tem R$ 1 milhão para investir.

Na matéria “Como investir? Conheça as possibilidades para fazer seu dinheiro render em 2017” publicada recentemente pela Revista Donna (clique aqui para acessar o artigo completo), revelei que “se você começar a investir, ainda em janeiro, R$ 100 todos os meses em títulos do Tesouro Prefixado (com juros de 11,59% ao ano, que foi a taxa de fechamento deste título em 28/12/2016, quando fiz os cálculos para a matéria), obterá R$ 10.139,78 na data de vencimento, em 2023. Ou seja: você investe (ao todo ao longo do período) R$ 7,2 mil e tem rentabilidade de R$ 2.939,78 (sem descontar impostos)”. Ou seja, uma baita ajuda dos juros sobre juros….

Mas, dentre as opções do Tesouro Direto, a que mais gosto mesmo é o Tesouro IPCA, onde seu dinheiro é corrigido pela inflação e ainda rende juros reais, ou seja, acima do IPCA, que é o índice de preços utilizado como balizador das metas de inflação do Governo. Considerando que estas taxas estão próximas de 5,5% ao ano, de juros reais, é um investimento e tanto. Ainda mais agora com a expectativa de queda dos juros no Brasil. Se você mantiver este título até o vencimento, terá a garantia desta rentabilidade real contratada no momento da compra.

Tudo isso serve para demonstrar o quanto os títulos do Tesouro se mostram interessantes para quem deseja investir, pois estamos falando de títulos com baixo grau de risco de crédito e uma das taxas de juros mais elevadas do mundo no que se refere a títulos públicos.

 

O que acha de aplicar na Bolsa de Valores?

Se você é um investidor um pouco mais arrojado, faz bastante sentido diversificar seu portfólio em renda variável. E mais, este ano promete ser interessante para aplicar em ações. Isso ocorre por conta das expectativas de que, finalmente, o país venha a reverter a situação de crise e melhorar suas condições econômicas, cenário que muito favorece as empresas brasileiras. De acordo com o último relatório Focus do Banco Central, a expectativa é de que o PIB (que representa a soma de todos os bens e serviços finais produzidos no país) cresça 0,5% em 2017 e que para 2018 já suba 2,20%. E, por outro lado, neste mesmo relatório, a expectativa é que a SELIC, taxa de juros básica da economia, feche este ano em 9,50%.

A Bolsa de Valores deve ser uma boa alternativa, se as estimativas de recuperação da economia se confirmarem, mas devo advertir que este é um mercado bastante sofisticado e complexo, de modo que sempre aconselho às pessoas a buscarem ajuda profissional para realizar esse tipo de investimento. Fundos de ações são uma boa opção neste caso, já que a gestão destes investimentos são feitas por profissionais especializados, que farão as melhores escolhas de empresas para você.

Lembre-se que a volatilidade costuma ser grande na Bolsa e os riscos bem maiores para quem investe em ações do que em renda fixa.

 

Onde NÃO investir meu dinheiro? Fuja da poupança!

Por último, gostaria de salientar que a poupança continua sendo o “patinho feio” dentre as opções de investimento. É verdade que ela é a mais conhecida dentre as alternativas de investimento e, pelo fato de ter regras de fácil entendimento, ainda mantém-se como a primeira opção de muitos investidores. Porém, o seu rendimento tem ficado muito aquém dos demais e, em alguns anos, sua rentabilidade não conseguiu nem sequer alcançar a inflação.

Um outro problema da poupança é que sua rentabilidade só é creditada para o investidor na data do aniversário do investimento. Então se uma pessoa aplicou na poupança seu salário no dia primeiro do mês, mas antes do dia 31 já sacou tudo, não teve nenhuma rentabilidade sobre este recurso, já que deveria esperar até o dia primeiro do mês seguinte para receber os juros desta aplicação.

Por essas e outras, que eu desaconselho que as pessoas apliquem seus recursos na poupança, pois estarão deixando de receber juros maiores de outras alternativas de investimento tão conservadoras quanto.

Porém, para aqueles muito preguiçosos e que não tenham disposição para procurarem melhores investimentos, ainda é melhor investir na poupança do que deixar seu dinheiro debaixo do colchão, pois, pelo menos, seus recursos podem render alguma coisa. Deixando o dinheiro parado, você estará perdendo seu poder de compra e aí sim, com certeza vai perder para a inflação!

 

Como investir? Conheça as possibilidades para fazer seu dinheiro render em 2017

Como revelei anteriormente, fui entrevistada pela Revista Donna, em uma matéria que apresentava algumas opções de investimentos para 2017. O artigo também consultava outras especialistas em finanças e planejamento financeiro, e pode servir para complementar e enriquecer ainda mais o seu conhecimento sobre algumas opções de investimentos financeiros. Para acessar, clique aqui, ou baixe o PDF, clicando no botão a seguir.

Onde investir meu dinheiro? Revista Donna...

Espero que estas orientações possam lhe ajudar a tomar a melhor decisão sobre onde investir seu dinheiro. Se desejar uma ajuda profissional, entre em contato comigo diretamente, clicando aqui.