Como investir meu dinheiro: o que preciso saber

879 views

Como investir meu dinheiro: eis a questão! Muita gente se faz esta pergunta quando percebe que tem algum dinheiro sobrando e que precisa decidir o que fazer para rentabilizar suas economias de modo que não sejam corroídas pela inflação, ou melhor, que rendam juros acima da inflação.

Neste artigo, minha intenção não é lhe ensinar tudo sobre como investir na Bolsa, em fundos de investimentos ou em qualquer outro produto financeiro… Meu propósito é alertar sobre os principais conceitos que você precisa saber na hora de investir. Vamos ao que interessa!

 

Como investir meu dinheiro: o senso comum

Muitas pessoas se preocupam em quanto irão ganhar, ou seja, em qual será a rentabilidade do seu investimento. Em geral, elas me perguntam: qual investimento está rendendo mais?

É até compreensível que as pessoas se preocupem com a rentabilidade dos ativos, afinal, elas querem saber quanto irão ganhar naquela aplicação, porém, na verdade existem três aspectos que são importantes ao analisar um investimento e a rentabilidade é apenas um deles.

Ao escolher um investimento, você precisa analisar além da rentabilidade, também quais são os riscos e a liquidez deste ativo. Em linhas gerais, risco é a possibilidade de o retorno do investimento ser diferente do que o esperado e liquidez é a capacidade de transformar o investimento em dinheiro, sem uma perda significativa de valor.

Por exemplo, não adianta querer saber somente qual é o investimento que está rendendo mais…. tem que entender também qual é o risco deste investimento, pois ele pode ser mais arriscado do que o seu perfil comportaria….

Da mesma forma, não se deve comparar a rentabilidade de um fundo de investimento de renda fixa com outro de ações. É como comparar laranjas com bananas, já que o primeiro, em geral, tem muito pouco risco e o segundo costuma ser bem mais arriscado.

Por outro lado, se você está construindo sua reserva de emergências, não adianta aplicar numa LCI que só tenha liquidez em dois anos. Você precisará de um ativo que tenha a possibilidade de resgates diários, pois poderá precisar destes recursos a qualquer momento.

Entendeu como é importante analisar o risco e a liquidez de uma aplicação além de sua rentabilidade?

 

Como investir meu dinheiro: o tempo e o seu perfil

Conhecendo os três aspectos que citei, é hora de analisá-los considerando o seu ponto de vista. Nesse sentido, é necessário considerar o perfil de investidor (se conservador, moderado ou agressivo) e o horizonte de tempo do investimento. Somente assim será possível conciliar todas as variáveis envolvidas.

No artigo que publiquei neste mês na Revista EmCondomínios, expliquei que uma mesma pessoa pode ter vários investimentos com horizontes de tempo diferentes entre si, conforme os seus objetivos de vida. Para ilustrar, imagine que ela tenha planos para viajar daqui há um mês e comprar uma casa em 5 anos. Para alcançar estes objetivos, ela terá investimentos de curto e de médio prazos. Além desses objetivos, gosto sempre de frisar que é importante também manter uma reserva financeira de emergências para o curto prazo, do mesmo modo que, para o longo prazo, é recomendável constituir uma reserva para a aposentadoria.

No que se refere à reserva de emergências, como se trata de investimentos de curto prazo, o melhor a fazer é não arriscar e aplicar em produtos mais conservadores, ou seja, com menores riscos. Esta orientação se dá pelo fato de que o pequeno espaço de tempo do investimento pode não ser o suficiente para recuperar uma grande perda, caso ela venha a ocorrer.

Por outro lado, no caso da reserva de aposentadoria – que é um investimento para o longo prazo – é possível assumir mais riscos, desde que o perfil do investidor seja respeitado. Investimentos mais arriscados, trazem maiores incertezas quanto às suas rentabilidades, mas neste caso, o longo horizonte de tempo trabalha a nosso favor para recuperar as eventuais perdas.

Como investir meu dinheiro: diversificação

Para finalizar, lembre-se que a diversificação de investimentos é um excelente caminho para minimizar riscos. Com ela, você terá investimentos com comportamentos diferentes e quando um estiver apresentando perdas, provavelmente haverá outro com resultados positivos que possa compensar essas quedas.

 

Sendo assim, com estas breves orientações você já terá um bom guia na hora de decidir como investir o seu dinheiro. Espero que você faça boas escolhas para seus investimentos!