Prazo final da Declaração de Imposto de Renda 2021

95 views
Prazo final da Declaração de Imposto de Renda 2021

Chegamos ao prazo final da declaração de Imposto de Renda 2021! Hoje (31/05/2021) é o último dia para fazer o acerto com o Leão e muita gente ainda não terminou a sua!

Trago aqui algumas dicas para aqueles que estão desesperados, pois deixaram tudo para última hora!

 

  1. Reúna todas as informações possíveis

Sugiro que você procure reunir tudo o que conseguir. Verifique se a empresa onde trabalha; os bancos onde possui conta; as corretoras em que investe; os administradores dos seus fundos de investimento; as seguradoras onde estão suas previdências; as imobiliárias que administram seus aluguéis; o INSS, se você é aposentado ou pensionista; entre outros, te disponibilizaram os Informes de Rendimentos. Vale lembrar que, em muitos casos, eles foram disponibilizados na internet ou por email!

Aproveite e compare sua declaração com a do ano anterior pra verificar se não ficou faltando mais nada.

Mas, mesmo que ainda esteja faltando alguma informação, é melhor entregar do jeito que está e depois fazer uma retificadora, do que atrasar e pagar multa.

 

  1. Preste muita atenção aos valores lançados

Essa é uma coisa que parece simples, mas é muito importante! Pois, muita gente cai na malha fina por meros erros de digitação. Essa é a pura verdade!

Portanto, se não conseguir revisar número por número de sua declaração antes da entrega, por conta do pouco tempo, sugiro que faça isso o quanto antes. E, se encontrar algum engano, efetue a retificadora depois, mesmo que já tenha acabado o prazo do envio.

 

  1. Lembre-se que existe cruzamento de informações por parte da Receita

A Receita Federal possui um poderoso sistema de cruzamento de informações entre o que é declarado pelos contribuintes pessoas físicas e as declarações enviadas pelas empresas.

Apenas para você ter uma ideia, esses são os dados recebidos pela Receita:

  • Movimentações Financeiras (Dimof)
  • Atividades Imobiliárias (Dimob)
  • Imposto Retido na Fonte (Dirf)
  • Operações Imobiliárias (Doi)
  • Benefícios Fiscais (DBF) e
  • Operações com Cartões de Crédito (Decred)

 

  1. Declare todas as suas fontes de renda

Não se esqueça de declarar o que recebeu de previdência, aposentadoria, pensão alimentícia, doações, aluguéis, ações judiciais, rendimentos de investimentos, além de salários, juros sobre capital próprio, dividendos etc.

Mesmo que o rendimento seja isento, como no caso dos ganhos de capital em vendas de ações de até R$ 20 mil por mês, é importante declarar. Desse modo, você terá como comprovar a origem desses recursos que passaram pela sua conta.

Declare, inclusive, as receitas recebidas pelos dependentes!

 

  1. Declare todas as despesas dedutíveis

Insira na declaração todas as suas despesas dedutíveis, mesmo que você imagine que será mais vantajoso efetuar a declaração pelo modelo simplificado. Pois o programa da Receita efetua os cálculos e te mostra qual o melhor modelo a escolher: Simplificada ou Completa. Mas, para isso, será preciso ter essas despesas declaradas para o sistema fazer todas as contas.

Mas, lembre-se que é importante declarar somente as despesas dedutíveis que poderão ser comprovadas por meio de recibos ou notas fiscais. E guarde esses documentos por pelo menos 5 anos, que é o prazo que a Receita poderá te cobrar explicações.

 

  1. Verifique se a sua variação patrimonial está compatível com a renda recebida

Uma questão muito importante da sua declaração, e que às vezes passa despercebida, é que o seu patrimônio só pode aumentar em, no máximo, o que você recebeu de rendimentos naquele ano calendário.

Mas, se a conta não está fechando, é porque provavelmente houve algum engano na Declaração.

A conta é a seguinte: todas as entradas somadas (rendimentos tributáveis, na fonte e isentos, além dos rendimentos dos dependentes e do cônjuge, se for o caso) devem ser maiores do que a diferença entre os Bens e Direitos do ano base em relação ao ano anterior.

 

  1. Verifique se a sua declaração ficou retida na malha fina

Depois de enviar a sua declaração, olhe no dia seguinte o site da Receita para verificar o status da sua declaração, para saber se ela não ficou retida na malha fina.

É bem fácil descobrir como está o status da sua: entre no site da Receita, acesse o Portal do e-CAC (Centro Virtual de Atendimento ao Contribuinte) e verifique o status da sua declaração. Se ela estiver como “Processada” significa que você não caiu na malha! Caso contrário, verifique onde está a inconsistência e envie uma retificadora o quanto antes.

 

E, se você ainda estiver com muitas dúvidas de como preencher o seu imposto de renda, leia esse artigo aqui do site explicando tudo que você precisa saber pra efetuar a sua declaração. Tenho certeza que esse texto pode te ajudar!

Espero que essas 7 dicas lhe ajudem em sua missão de enviar a Declaração do Imposto de Renda 2021 no prazo!