O que é sucesso para você?

341 views

Afinal, o que é sucesso para você?

Estamos a poucos dias de encerrar mais um ciclo de 365 dias e não existe momento mais apropriado do ano para rever alguns conceitos, se reinventar e planejar o futuro.

Para muita gente, sucesso é sinônimo de “ter” mais. Com base nessa premissa, quanto mais bens materiais e quanto mais dinheiro a pessoa acumula, mais sucesso ela tem.

Esse tipo de raciocínio leva muitos a expor suas vidas, procurando aparentar riqueza o tempo todo. Eles ostentam carros de luxo, roupas de marca, bolsas caríssimas, viagens nababescas e muito mais…

Mas será que isso é realmente sinônimo de sucesso ou trata-se apenas de uma necessidade de ser aceita, reconhecida e admirada por outras pessoas?

Vejo claramente que existe uma espécie de batalha sem fim para ganhar mais visibilidade e influência, para parecer cada vez mais, ainda que isso possa ser uma grande irresponsabilidade do ponto de vista financeiro.

 

O que é sucesso…

Como eu revelei em um artigo que publiquei este mês na Revista Em Condomínios, no meu entender, “sucesso é ter uma carreira satisfatória. É poder prosperar profissionalmente e ver esta prosperidade se revertendo em uma boa qualidade de vida! Para mim, o que importa é poder ter acesso ao estudo, saúde, alimentação e morar em um lugar confortável e digno. E claro, viajar, que é o que mais gosto de fazer nessa vida!”

Do mesmo modo, sucesso é ter uma família unida e feliz, e poder desfrutar da companhia daqueles que amamos.

 

Seu propósito de vida facilita o seu sucesso…

Em um artigo que escrevi há cerca de um ano (Qual o seu propósito de vida? – clique aqui para acessar), expliquei com base em uma palestra que assisti do Dr. Kalache, especialista em longevidade, que: “Para envelhecer com qualidade, é importante que tenhamos esses 4 elementos alinhados:

– VITALIDADE: boa alimentação e exercícios

– CONHECIMENTO: continuar se aprimorando continuamente;

– BEM-ESTAR SOCIAL: estar sempre rodeado de amigos;

– BEM-ESTAR FINANCEIRO: ter tranquilidade financeira.

Em outro artigo (Eu e a profissão de planejador financeiro, clique aqui para ler), contei um pouco sobre a minha jornada profissional e como sou feliz e grata com o que faço. Revelei que, “por ter escolhido atuar como planejadora financeira independente, posso trabalhar com o que adoro e, mais do que isso, posso organizar meu próprio tempo. Desta forma, estou mais próxima da minha família, me dou ao luxo de jogar vôlei de manhã, almoçar em casa e viajar sem ter que me preocupar com um chefe, com a rotina ou com o cumprimento de horários rígidos. Posso dizer que me sinto realizada na minha profissão!”.

Atualmente, tenho procurado viver de modo mais minimalista, valorizando cada vez mais aquilo que o dinheiro não pode comprar, como a liberdade, os amigos de verdade e a família. A consequência disso é que tenho precisado de cada vez menos e isso me faz muito mais satisfeita com o que possuo.

É como eu disse no artigo que citei da Revista Em Condomínios: “Sucesso, para mim, é poder usufruir do que é importante, sem ostentação, sem consumismo e sem desperdícios! Ao invés de se preocupar em “ter” mais, o que conta mesmo é focar em “ser” mais!”