Que tal um detox financeiro?

585 views
Detox Financeiro
Detox Financeiro

Você sente aquela sensação frustrante ao notar que o seu salário acabou antes do final do mês? Mal você recebeu o dinheiro e ele parece ter sido abduzido da sua conta bancária? Uma avalanche de contas para pagar lhe impedem de poupar e realizar os seus maiores sonhos?

Se isso tudo lhe soa familiar, tenho duas coisas para lhe dizer… Primeiro: você não está sozinho, pois muita gente está passando pela mesma situação neste momento. Segundo: o seu caso tem solução! O que acha de fazer uma mudança radical? O que acha de dar início a um “detox financeiro”?

Já está mais do que na hora de você tomar as rédeas das suas finanças pessoais…

 

O detox financeiro começa assim…

O que você acha de sair do vermelho e acabar, de uma vez por todas, com o uso do limite do cheque especial?

Mas é claro que esta, como qualquer outra transformação, não será de um dia para o outro. Prepare-se para tomar algumas decisões importantes e, quiçá, dolorosas…

Comece eliminando todos os desperdícios. Tudo o que você estiver pagando e que não esteja fazendo uma diferença positiva na sua vida, corte!. Nenhum gasto desnecessário deve sobreviver à sua vontade de mudar de vida, de transformar a sua realidade financeira.

Eu bem sei que este processo não é trivial e que alguns gastos são realmente difíceis de eliminar. É como proibir uma pessoa que ama comer doces, de comer um bombom, ou qualquer coisa que tenha chocolate. Mas é preciso ser forte e consciente de que isso tudo é para o seu bem e para o bem da sua saúde financeira!

Por outro lado, pode ser que você tenha perdido completamente a noção dos seus gastos e não tenha nenhum controle sobre o seu dinheiro. Neste caso, recomendo que você comece com um passo preliminar: clique aqui e baixe a planilha de fluxo de caixa que disponibilizo gratuitamente aqui no site.

Em seguida, anote todos os seus gastos ao longo de um mês. Não deixe passar nada! Isso vai abrir os seus olhos e permitir que você corte tudo o que não for estritamente necessário. Cultive o hábito de preencher o seu fluxo de caixa com regularidade, e por toda a vida.

Os efeitos colaterais de ansiedade e vazio que porventura você venha a sentir ao longo desta primeira fase do detox financeiro, serão facilmente superados pelos efeitos positivos que você começará a sentir na fase seguinte. Tenha isso em mente!

 

A segunda fase do detox financeiro

Agora que você conseguiu organizar suas receitas e despesas e planejou para onde direcionará seus recursos, você provavelmente poderá notar uma sensível diferença na sua conta bancária.

É até possível que o dinheiro esteja durando mais do que o normal e, o que é ainda melhor, pode ser que comece até a sobrar algum dinheiro no final do mês.

Eu sei que nem todos conseguirão ver esse efeito logo no primeiro mês, já que podem estar endividados e demorarão um pouco mais para se livrar das parcelas que chegam todos os meses. Mas, é preciso manter a calma e esperar até que estas contas sejam quitadas e as dívidas eliminadas em definitivo da sua vida.

O mais importante é que você não caia mais na tentação de gastar mais do que ganha e, se for para comprar algo necessário, procure comprar à vista, sempre pesquisando e barganhando algum desconto especial.

 

Fase final: colhendo os benefícios do detox financeiro

Agora que você já tem bons hábitos financeiros e se tornou um consumidor consciente, verá que suas finanças estarão organizadas e você não terá mais dívidas em aberto. E mais, você conseguirá ficar no azul o mês inteiro. Isso parece bom, né? Sim, mas pode ficar ainda melhor…

Agora você faz parte do universo das pessoas que usufruem de uma boa saúde financeira. Você deixou de ser um gastador e virou um poupador!

Sabe aquele sonho caro e difícil? Aquele sonho que parecia impossível? Então… com as finanças em dia, você poderá começar aquela tão sonhada poupança para seus objetivos de vida.

Com algum planejamento financeiro, você poderá fazer coisas incríveis, que antes pareciam inalcançáveis, como uma viagem internacional, um curso, a compra da casa própria…

Por fim, o detox financeiro é como eu resumi em um texto recente que publiquei na Revista Em Condomínios (clique aqui para ler): faça escolhas inteligentes para poder consumir mais e melhor! Evite os desperdícios e procure sempre uma oportunidade para economizar. Desta forma, com o mesmo dinheiro, será possível fazer muito mais!