Finanças pessoais: cuidar das suas finanças é fácil para você?

137 views
Finanças pessoais cuidar das suas finanças é fácil para você

Eu tenho que admitir que cuidar das finanças pessoais não é uma tarefa fácil e habitual para grande parte das pessoas…

Tenho notado que muita gente tem uma dificuldade legítima em preencher planilhas, fornecer informações a aplicativos, analisar despesas e receitas, fazer estimativas de resultado e planejar o futuro.

Além da dificuldade técnica ou de manuseio de algumas ferramentas, ainda há um outro desafio que, por vezes, é ainda maior: o hábito.

Acredito que a maioria das pessoas no Brasil não foi criada com o hábito de cuidar das suas finanças pessoais, de se controlar e de manter tudo atualizado. Estas tarefas exigem mais do que conhecimento técnico, elas exigem autodisciplina. Você realmente pode ter ao seu dispor as melhores ferramentas do mercado, mas se não houver disciplina você não sairá do lugar.

Mas se tudo isso é uma grande verdade, imagino que você esteja se perguntando: o que fazer então?

 

Finanças pessoais: comece pensando no resultado!

Sim, é verdade que isso tudo pode soar difícil e complexo, mas se você focar nos resultados promissores que estão por vir, tudo pode ser bem mais prazeroso.

Em um texto recente que publiquei na Revista Em Condomínios, eu revelei que “no começo, pode parecer impossível dar conta de tantos extratos e comprovantes, mas aos poucos você vai se acostumando e entra na rotina! O grande negócio é não desistir logo no primeiro mês… Ficar ali firme e forte e aguentar essa dificuldade inicial”.

Acho que podemos ir além na nossa análise… Se você reparar bem, tudo que vale a pena na vida tem algum grau de dificuldade envolvido e, normalmente, essa dificuldade é maior no começo, justamente quando estamos saindo da inércia e começando a se mover.

O que vai acontecer se você persistir é que, em alguns meses, vai conseguir superar os obstáculos e transformar a rotina de controles, lançamentos e análises em algo natural. E o melhor disso tudo são as consequências…

Como eu disse no artigo citado, com o tempo você passa a tomar as rédeas de suas finanças e não vai mais querer voltar atrás!

Acredite em mim: essas pessoas que conseguiram maior grau de controle sobre as suas finanças pessoais sentem-se melhor hoje em dia. Elas conseguem poupar, possuem uma boa reserva de emergências, têm planos para o futuro e realizam sonhos e objetivos que antes pareciam distantes ou inatingíveis.

Acredito que a principal dica que posso dar para quem está começando é: foque nos resultados promissores que estão por vir, foque no resultado e não nas dificuldades ou desafios que certamente você encontrará pelo caminho. Trata-se de uma missão difícil para alguns, mas ela vale cada minuto investido, cada segundo dedicado.

E então… Já começou a se mexer? Como está o nível de controle sobre a sua vida financeira? É chegada a hora de retomar as rédeas das suas finanças pessoais para seguir avançando!