E foi assim que fiquei pobre

211 views

Hoje vi um meme que dizia o seguinte: “Vou comer fora, sim. Vou voltar de Uber, sim. Não vai (sic) ser R$ 30,00, R$ 50,00 que vão me deixar mais pobre. E foi assim que fiquei pobre!”.

Pois é… Pode parecer contraditório, mas esses R$ 30,00 de hoje podem não te deixar mais pobre agora, mas se o seu pensamento continuar dessa forma, dificilmente você conseguirá poupar para aumentar o seu patrimônio e ficar rico. É preciso deixar claro que o problema começa quando a exceção vira a regra, quando 30 reais se somam a outros tantos 30, 50, 100 reais ao longo de anos e mais anos. Essas pequenas decisões te deixam cada vez mais longe de um futuro financeiro bem-sucedido.

Mas… Será que você vem fazendo essas concessões para si mesmo? Abrindo essas incontáveis exceções? Diante disso, eu lhe proponho um desafio simples: analise para onde estão indo os seus recursos… Qual é o seu ralo? O que está fazendo com que o seu dinheiro se vá? Por que você não consegue poupar para atingir seus objetivos de vida? Mas, não é fácil responder a essas perguntas fazendo apenas um reexame puxando pela memória, é preciso mais…

Comece com uma planilha! Se você ainda não o fez, sugiro que você baixe a planilha de fluxo de caixa que disponibilizo aqui no site e preencha a mesma com todas as suas despesas. Não tem como você não se surpreender com o retrato da sua vida financeira que surgirá diante dos seus olhos!

Muitas vezes percebo que as pessoas gastam seu dinheiro em coisas que não são importantes para elas e, quando consolidam esses gastos mensais em uma planilha, tomam até um susto pelo fato de estarem gastando tanto em coisas que nem são importantes para elas.

E então… O que você tem feito com o seu dinheiro? Tem gasto naquilo que é realmente importante para você? Vem poupando para atingir os seus objetivos? Está conseguindo manter a disciplina financeira ou vem se deixando seduzir pelas tentações que estão por todas as partes?

Sempre é bom reforçar que cada um faz as suas próprias escolhas na vida. Quando estou atendendo algum cliente e analisando sua planilha de gastos, não sou eu quem vai dizer o que é importante ou não para o cliente. Cada um sabe o que vale para si. Mas, se o cliente está tomando um susto com o quanto gastou em determinado item, é porque aquilo não estava planejado e com certeza não era importante ao ponto de ele gastar tanto naquele deternimado objeto ou serviço.

Faça sua planilha de receitas e despesas, analise para onde está indo seu dinheiro e decida o que é realmente importante. A escolha de comer fora e andar de Uber é sua, basta saber se isso é realmente importante para você!

 

Faça suas escolhas conscientes e tome as melhores decisões com o seu dinheiro. Seu “eu” futuro lhe agradecerá por isso! A bola do jogo está contigo e você é livre para decidir o que fazer com ela. Boa sorte e muito sucesso em suas escolhas!