5 dicas para quem deixou o imposto de renda para a última hora

196 views
Imposto de Renda para quem deixou para a última hora

Pois é… Nesse ano até o prazo da entrega do imposto de renda foi adiado por conta da pandemia do Coronavírus. Porém, mesmo com mais 2 meses para efetuar a declaração, muita gente ainda deixou para a última hora o seu preenchimento.

De acordo com o boletim da Receita Federal de 27 de junho, menos de 80% das declarações esperadas para 2020 já tinham sido enviadas.

Para esses desesperados que deixaram para fazer o Imposto de Renda na última hora, tenho algumas sugestões, a seguir…

  1. Reúna todas as informações possíveis!

O último dia para a entrega chegando e você ainda não reuniu todas as informações necessárias… Minha sugestão é que você procure reunir o máximo que conseguir. Melhor preencher com tudo o que você conseguiu reunir e entregar até o dia 30 de junho, mesmo que tenha alguma informação faltando. Depois, é possível efetuar uma declaração retificadora para incluir a informação faltante e evitar cair na malha fina.

Veja aqui um artigo explicando como não cair na malha fina: Como saber se a declaração do IR caiu na malha fina

  1. Preste atenção aos valores lançados!

Mesmo que esteja em cima da hora e o com o tempo apertado, sugiro que você faça uma revisão dos valores imputados, pois, por conta de erros de digitação, muita gente acaba caindo na malha fina. Se não der tempo de efetuar essa revisão até o prazo final da entrega, você pode fazer isso mesmo depois do dia 30 de junho. Sugiro fazer a revisão o quanto antes e efetuar uma retificadora se encontrar algum erro.

  1. Não esqueça de declarar suas despesas dedutíveis.

Mesmo que a intenção seja a de efetuar a declaração pelo modelo simplificado, vale a pena inserir suas despesas dedutíveis. Pois o programa da declaração faz as contas e calcula em qual dos modelos você terá menos imposto para pagar ou a sua restituição será maior.

Então, quando você declara todas as suas despesas dedutíveis, poderá escolher qual o modelo entre completo ou simplificado que será mais eficiente para você. Lembro que depois do prazo final de envio, mesmo que você efetue uma retificadora, não será mais possível alterar o modelo de envio, uma vez enviado pela simplificada, sua declaração precisará continuar na simplificada, e o mesmo ocorre se o envio for pela completa.

Veja aqui um artigo explicando quais são as despesas dedutíveis: Despesas dedutíveis na Declaração de IR

E veja aqui esse outro artigo explicando qual a melhor forma de envio, se pela completa ou pela simplificada: Declaração de Imposto de Renda: Completa ou Simplificada?

  1. Verifique se a sua variação patrimonial está compatível com a renda recebida

Procure fazer uma conta para verificar se o aumento patrimonial de um ano para o outro ficou compatível com as suas receitas recebidas. Caso não esteja compatível, isso pode ter ocorrido por estar faltando declarar algum recebimento ou por ter atualizado erroneamente o valor de algum bem.

  1. Evite a multa por falta de envio da declaração

Se você deixou o preenchimento para a última hora e percebeu que não vai conseguir finalizá-lo até o final do dia 30 de junho, é melhor entregar o documento do jeito que está. Depois você pode correr atrás do que ficou faltando e efetuar uma declaração retificadora.

A multa por falta de envio pode ser de no mínimo R$ 165,74 até 20% do valor do imposto devido, se for o caso. Esse valor pode ser considerável, dependendo dos seus rendimentos tributáveis.

Se você ainda tem dúvidas de como declarar o seu imposto de renda, fiz um artigo completo explicando o que fazer: Imposto de Renda 2020

E para evitar cair na malha fina, veja este outro artigo aqui: Os 15 maiores erros no preenchimento da Declaração de IR

Espero que este texto tenha ajudado e que você tenha sucesso em sua empreitada de concluir a sua declaração de Imposto de Renda a tempo esse ano. Boa sorte!