O perigo é você sobreviver ao seu dinheiro

196 views

Já escutei algumas pessoas falando que não pretendem guardar dinheiro, pois podem morrer no dia seguinte. Realmente isso pode acontecer. É verdade. E esse é o menor dos problemas. O risco mesmo é a pessoa sobreviver ao seu dinheiro. Em outras palavras, o risco está em viver muito e não em viver pouco.

Minha avó está com 96 anos e está muito bem. Faz tudo sozinha e ainda recebe as filhas, netos e bisnetos uma vez por semana para almoçarem na casa dela. Então, faço uma conta de que minha mãe pode viver até os 106 e eu até os 116 e já arredondo logo para os 120 anos.

E aí, como ficam as contas se eu viver tanto assim? De onde virá o dinheiro e o meu sustento se eu decidir viver uma vida com a filosofia do “não vou guardar nada”? Serei um peso para filhos e netos? É justo deixar isso acontecer mesmo tendo consciência de que tem grandes chances de ocorrer? Desculpem-me os que pensam de modo diferente, mas esta não me parece uma decisão sensata.

É exatamente por isso que precisamos poupar e investir agora, enquanto temos renda, para poder usufruir de uma vida mais tranquila na longevidade, quando não teremos mais capacidade de trabalho para nos sustentar.

Pode até ser que a pessoa trabalhe meio período, num ritmo mais leve, mas dificilmente conseguirá, depois de uma certa idade, encarar todas as horas de trabalho que encara hoje. E, ainda que possa, talvez a pessoa simplesmente nem queira mais trabalhar.

Para ficar mais tranquila ainda, o ideal é que a pessoa consiga utilizar os juros reais dos seus investimentos de forma a alcançar a perpetuidade do seu patrimônio. Ou seja, o dinheiro vai crescendo de acordo com a inflação (para manter o poder de compra) e ela utiliza para sua sobrevivência o que render acima disso.

Tenho vários artigos aqui no site sobre esse tema da perpetuidade e de quanto cada um poderá gastar na aposentadoria. Veja a seguir um pequeno índice com alguns deles:

  • Quer saber qual é o montante ideal para se aposentar com tranquilidade? Então, clique aqui!
  • Deseja planejar melhor a aposentadoria e ter um passo a passo a seguir para chegar lá sem maiores transtornos? Clique aqui para saber mais!
  • De outro lado, se quiser conhecer as melhores práticas para cuidar das suas finanças com a finalidade de atingir objetivos específicos ao longo da vida, recomento que clique aqui!
  • Para finalizar, caso queira apenas saber o que fazer para ter uma aposentadoria tranquila, clique aqui e leia este que considero imprescindível.

Estamos vivendo em um momento único na história. As gerações anteriores não tiveram o mesmo acesso à informação que nós temos. Muitas delas terminaram dependendo de parentes porque os tempos eram outros e faltava conhecimento.

Poupar e investir pensando na aposentadoria é sim uma questão de escolha consciente. Está nas nossas mãos decidir se vamos nos preparar para o amanhã ou se vamos deixar tudo ocorrer ao sabor do acaso.

E você, como está se preparando para não sobreviver ao seu dinheiro? De um jeito ou de outro, uma coisa é certa, a responsabilidade é nossa!