As vacas gordas e as vacas magras

125 views

Todos temos altos e baixos em nossas vidas. Há momentos em que está tudo bem e momentos em que as coisas não vão tão bem assim. Do ponto de vista financeiro, não é diferente: há épocas de vacas gordas, com muita abundância financeira, dinheiro sobrando, e períodos de vacas magras, com recursos escassos e necessidade latente de mudanças.

Embora esse seja o ritmo natural da vida, muita gente não se planeja para isso. Algumas pessoas simplesmente não se preparam enquanto estão no período de bonança. Sem nenhum controle, algumas famílias acabam gastando tudo sem se preocupar com o futuro, ou sobre o singelo argumento de que “não dá”, “não sobra nada”… Esse tipo de coisa nos faz lembrar daquela velha máxima que diz: o dinheiro que vem fácil, acaba indo fácil também.

Como nem tudo são flores, uma hora vem o período das vacas magras (vale lembrar que isso é natural), e elas resolvem correr atrás do prejuízo. Mas aí a coisa já não fica tão fácil…. E essas pessoas acabam sofrendo as consequências da falta de planejamento.

O ideal seria se planejar enquanto está tudo correndo bem, quando o dinheiro está entrando fácil. Dessa forma, quando as coisas estiverem mais difíceis, a reserva e o planejamento serão mais do que suficientes para ultrapassar esses momentos de aperto sem tanto estresse, sem dívidas e sem colocar em risco a qualidade de vida de toda a família.

Que bom seria se todos pensassem assim e se planejassem!

Mas, a boa notícia é que sempre é tempo de começar a cuidar das finanças e procurar fazer uma reserva para as emergências. Não é fácil ter a disciplina e o comprometimento para mudar, mas trata-se de uma questão de hábito. O começo tende a ser um pouco mais difícil, mas depois tudo começa a acontecer naturalmente.

Tenha um olhar diferente sobre o seu dinheiro e dedique algum tempo do seu mês para cuidar dele. Lembre-se de que para quase tudo o que fazemos, precisamos de recursos. Até para ir à praia, que parece ser um programa gratuito, podemos depender de recursos para chegar lá….

Quando as pessoas começam a ter um olhar cuidadoso a respeito de suas finanças, percebem que muitas vezes gastam seus recursos naquilo que não é importante, deixando de fazer o que realmente vale a pena em suas vidas. Sonhos fascinantes e memoráveis acabam cedendo espaço para os prazeres imediatos proporcionados pelo consumo inconsciente.

O planejamento financeiro é democrático! Ele não depende de classe social ou idade. Só depende de você querer. Você pode começar a mudar a sua realidade financeira a hora que quiser e, de preferência, o quanto antes.

E você? Como vem cuidando de suas finanças?