Por que é importante planejar a aposentadoria?

135 views

De uma forma geral, nós que trabalhamos cuidando das finanças das famílias, e estamos acostumados a planejar a aposentadoria de nossos clientes, percebemos a importância que o Planejamento Financeiro tem na vida das pessoas, tanto que a Visão do IBCPF – Instituto que certifica os Planejadores Financeiros-  é: “O Planejamento Financeiro transforma a vida das pessoas”.

Inclusive um estudo de 2013 do HSBC já mostrava isso quando dizia que aquelas pessoas que em algum momento da vida fizeram um planejamento financeiro, tinham na aposentadoria 4 vezes mais patrimônio do que os outros que nunca se preocuparam com isso.

Porém, recentemente me deparei com um estudo intitulado “Financial wellbeing in later life” (Bem-estar financeiro na maioridade, em tradução livre), publicado em março de 2014, que veio a corroborar esta teoria revelando que a satisfação financeira influencia o bem-estar das pessoas acima dos 50 anos.

O estudo mostra que pesquisas realizadas com cidadãos acima de 50 anos de diversos países do mundo nos 6 continentes têm demonstrado uma forte correlação entre as circunstâncias financeiras das pessoas e o seu bem-estar mental, a sua qualidade de vida e a sua felicidade.

Sendo assim, resolvi destacar esses resultados do estudo, para enfatizar a importância de planejar a aposentadoria o quanto antes…

 

Os apectos financeiros do bem-estar na maioridade

Não é novidade para ninguém que o dinheiro, junto com a saúde e o suporte da família ou amigos, acaba sendo um fator-chave para modelar a qualidade de vida de todos nós. Entretanto, esta influência torna-se particularmente crítica em idades mais avançadas, quando a capacidade das pessoas de se manterem ativas e saudáveis, depende de terem dinheiro suficiente para sustentar um padrão de vida razoável.

Nesse sentido, o estudo revelou que, do grupo de pessoas acima dos 50 anos, aqueles que consideravam difícil gerenciar as suas finanças terminavam tendo oito vezes mais chance de ter uma baixa taxa de bem-estar mental, quando comparados àqueles que estavam vivendo confortavelmente.

Por falar em capacidade de gerenciar bem a sua vida financeira, esta habilidade mostrou-se ainda mais preponderante na maioria das pessoas à medida que envelheciam. Sim, isso mesmo: a proporção das pessoas que percebiam que viviam confortavelmente, subiu de 78% entre os que estavam na casa dos 50 anos, para 85% para aqueles que estavam na casa dos 80 anos pra mais. O mesmo para o bem-estar mental que também ia aumentando conforme os entrevistados tinham mais idade.

Ainda falando do grupo de pessoas acima dos 50 anos, os que estavam endividados com a hipoteca da casa própria também tinham mais chances de apresentar piores taxas de bem-estar mental, quando comparados com aqueles que não tinham nenhuma dívida desta natureza.

 

A satisfação financeira e a felicidade

No que se refere à felicidade, encontrou-se uma relação direta entre o ranking de felicidade global, que lista o nível de felicidade das pessoas em cada país, e o ranking de satisfação financeira, que lista o nível de satisfação das pessoas com a sua situação financeira em cada nação.

Para se ter uma ideia, 8 dos 10 países em que as pessoas reportaram as maiores taxas de satisfação com as suas finanças estavam no ranking dos 10 países em que as pessoas apresentaram os maiores graus de felicidade. De outro lado, 7 dos 10 países em que as pessoas revelaram as piores taxas de satisfação com as suas finanças estavam nas 10 piores colocações do ranking da felicidade.

 

As dimensões financeiras da qualidade de vida na maioridade

De acordo com os modelos do estudo, considerando as variáveis financeiras, um status sócio-econômico mais alto mostrou estar associado a uma melhor qualidade de vida, porém, uma expectativa de um futuro com dificuldades financeiras foi associada a uma diminuição da qualidade de vida relatada.

Portanto, há um sinal claro de que a sensação de segurança financeira no futuro desempenha um papel significativo na melhoria da qualidade de vida em idades mais avançadas.

 

Por conta disso tudo que vimos aqui, quando falamos em planejar a aposentadoria, estamos falando de algo que vai muito além do futuro das suas finanças… Estamos falando do seu bem-estar mental, da sua qualidade de vida e até mesmo da sua felicidade na maioridade. Então, comece a planejar as suas finanças o quanto antes!

  • Anderson Montenegro

    Mais um texto top. É indiscutível que Planejamento financeiro vem acompanhado de tranquilidade,qualidade de vida etc. Pelo menos pra mim isso é ate mais importante que conhecimentos tecnicos sobre aplicação X, Y etc. Na minha opiniao e isso aprendi aqui, a chave é o comportamento, os habitos. Como diz aquele livro Poder do Habito, mudar habito nao é uma tarefa facil!

    Parabens Leticia pelo artigo

  • LeticiaCamargoPlanFinanceiro

    Oi, Anderson, obrigada. É exatamente este o meu pensamento. Acredito que o planejamento e a disciplina são os determinantes de uma vida financeira tranquila. Fico feliz em ter conseguido passar esses conceitos para você. Abs.