O melhor gastador é aquele que sabe poupar

298

Quando as minhas filhas eram menores, algumas vezes eu escutava elas comentando coisas do tipo: “nossa, essa tal amiga deve ser muito rica, ela tem isso e aquilo, vive de roupa nova e de grife, a festa de 15 anos dela foi maravilhosa…”.

O que elas não sabiam é que rico é aquele que tem um grande patrimônio e não necessariamente quem gasta muito! O mais descontrolado financeiramente, em geral, não constrói um patrimônio e muitas vezes está até endividado.

Com isso em mente, eu buscava mostrar para elas, que às vezes são só aparências e que não sabemos se a pessoa realmente está em condições de bancar aquilo tudo. A grande verdade é que nem sempre as externalidades de riqueza definem a real riqueza de uma família ou pessoa.

 

O melhor gastador pode realmente ser aquele que sabe poupar?

Nas minhas aulas, tento mostrar aos alunos que o poder dos juros sobre juros é enorme, e aquela pessoa que parece mais controlada, até meio mão-de-vaca, muitas vezes é a mais rica e pode fazer muito mais coisas do que aquela que consome além de sua capacidade financeira.

Quando pensamos nos juros, temos que ter em mente que a pessoa que consome muito e que pra isso compra parcelado com juros, tem uma parte da sua renda entregue diretamente ao banco, em forma de juros das parcelas. Já no caso do poupador, os juros serão dele e, portanto, ele vai poder consumir mais no futuro.

Desta forma, ao contrário do que o senso comum indica, se somarmos todo o consumo da vida destas duas pessoas, a segunda (poupador) consumirá muito mais do que a primeira (gastador). Sim, isso mesmo! O poupador poderá gastar mais! Isso se justifica pelo fato de ele ter a capacidade de consumir além do que recebeu de renda, por cauda dos juros a seu favor, enquanto o gastador consumirá menos do que a sua renda, já que entregou parte dela ao banco, em forma de juros.

Quando você compra algo parcelado, algumas vezes paga duas ou três vezes mais pelo mesmo bem. Compra uma geladeira, mas paga por três. Compra um carro, mas paga dois. Esse é o peso dos juros.

Quando você guarda o dinheiro, pode aplicar em produtos financeiros e contar com o poder dos juros sobre juros. Neste caso, comprando à vista, você faz o esforço de poupar menos do que o valor de uma geladeira, pois os juros te ajudam com o resto!

 

Para finalizar…

Engraçado é que percebo que quando vou falar de educação financeira com as pessoas, algumas ficam pensando: lá vem aquela chata me dizendo que não posso gastar, vai ficar me controlando, vou ter que diminuir meu padrão de vida e consumir menos. Mas, o que acontece é justamente o contrário! Se gastamos bem o nosso dinheiro, procurando menores preços, poderemos consumir mais com o mesmo montante!

Sempre me recordo de uma ocasião em que fui ao cinema com as minhas filhas e elas queriam comprar um chocolate. O chocolate na lanchonete do cinema estava bem caro, então fomos numa loja ali perto e compramos o mesmo chocolate, por um preço bem mais em conta. Com a diferença, eu ainda pude pagar o estacionamento do shopping.

Viu a diferença? Com escolhas inteligentes, você poderá consumir mais, ao invés de gastar menos. Você estará fazendo bom uso do seu dinheiro, aumentando de modo sensível as suas possibilidades de compra. É por conta disso que o melhor gastador pode ser justamente aquele que sabe poupar, pois faz escolhas conscientes e utiliza o poder dos juros compostos a seu favor. Pense nisso!