Nova Regra do FGC

103 views

No final de 2017 houve uma mudança na garantia do Fundo Garantidor de Crédito (FGC).

De acordo com o Banco Central: “​O valor coberto pelo Fundo Garantidor de Créditos (FGC) foi limitado a R$1 milhão por pessoa a cada quatro anos. A mudança não altera o limite de garantia ordinária de R$250 mil por instituição ou conglomerado financeiro. Com esse novo limite total, se um cliente tem recursos distribuídos em vários bancos diferentes e se todos esses bancos forem submetidos a regimes de resolução dentro de um período de quatro anos, esse cliente será ressarcido até o valor de R$1 milhão. Passados quatro anos da primeira cobertura da garantia, o limite é recomposto.”

Traduzindo em miúdos…. O FGC, como expliquei em um artigo anterior (clique aqui para acessar) , serve para pagar o investidor caso o banco quebre. Trata-se de um fundo que serve para dar garantia aos clientes dos bancos. Porém, esta garantia é limitada a R$ 250 mil por conglomerado financeiro para cada CPF ou CNPJ (pessoa física ou jurídica, respectivamente).

Antes desta nova alteração no Regulamento do FGC, se um investidor tivesse R$ 2 milhões em ativos bancários, como LCI, LCA, poupança ou na conta corrente, por exemplo, em vários bancos e em cada um tivesse até R$ 250 mil, se todos os bancos quebrassem, o FGC pagaria tudo a esse investidor. Porém, agora o FGC só vai pagar até que a garantia some R$ 1 milhão no período de 4 anos.

Com isso, um investidor que tenha recebido a garantia de R$ 200 mil, por exemplo, passa a ter mais R$ 800 mil em garantias dentro de 4 anos. Depois de 4 anos que o primeiro banco quebrou, a pessoa volta a ter o limite de R$ 1 milhão de novo.

Veja abaixo o quadro com um resumo de como ficou a garantia do FGC daqui pra frente:

                   Fonte: site FGC

É importante ressaltar que a nova regra do teto de R$ 1 milhão a cada período de 4 anos só vale para os investimentos efetuados após o dia 21 de dezembro de 2017. Outro ponto relevante é que investidores não-residentes agora também contam com a mesma garantia dada aos residentes.

O Banco Central também fez um infográfico explicativo sobre a nova regra do FGC. Segue abaixo:

      Infográfico com as mudanças no FGC – Fonte: Banco Central

 

Fique atento às novas regras. Da minha parte, sempre tentarei mantê-los bem  informados!!