Finanças Pessoais: Agora é pra valer!

86 views

Pronto! Agora é para valer! As festas já passaram e é hora de começar a colocar em prática os planos e as resoluções de ano novo. É hora da execução!

Mas aí, surge aquela dúvida: por onde eu começo? Qual seria o primeiro passo para organizar minha vida financeira nesse novo ano?

Estas questões são muito relevantes e minha experiência tem demonstrado que muita gente já desiste nesse primeiro passo, justamente por não ter a orientação adequada sobre como começar.

 

Finanças pessoais 2018: por onde começar?

Comece pelo mais básico, pelo mais simples… Comece preenchendo o seu fluxo de caixa e mantenha-o 100% atualizado ao longo do ano.

Este primeiro passo vai lhe ajudar a compreender o que está acontecendo com as suas finanças pessoais e para onde o seu dinheiro está indo. Ele também permitirá saber se há desperdícios, gargalos ou gastos desnecessários que, uma vez identificados, devem ser imediatamente cortados, sem piedade.

Após o choque de realidade que o seu fluxo de caixa irá lhe proporcionar, e após cortar os desperdícios e limitar os supérfluos, uma nova oportunidade se abrirá em sua vida: a do planejamento financeiro. Vamos conversar um pouco mais sobre isso? Que tal?

 

Finanças pessoais 2018: os meios e os fins!

Pense bem… Se você já tem um bom fluxo de caixa pode trabalhar para melhorar os seus resultados financeiros mês a mês.

Você pode, por exemplo, aproveitar o momento do ano e “fazer uma rodada de renegociações com prestadores de serviço para tentar conseguir descontos em seu plano de internet, celular, telefone fixo etc…” (Eu dei esta dica em meu último artigo pra Revista Em Condomínios – clique aqui para ler)

Sugeri também: “Pelo lado das dívidas e consumo, evite novos parcelamentos e também as compras por impulso! Compre apenas o necessário e consuma de forma mais consciente.”

De outro lado, agora que você consegue prever o quanto de dinheiro sobrará a cada mês, será possível conhecer o quanto de economia você conseguirá fazer ao longo do ano e, com isso, pensar em quanto tempo será necessário para alcançar alguns dos seus sonhos mais desejados.

Como se não bastassem todos esses avanços, também será possível pensar em investimentos que remunerem o seu capital ao longo deste processo e que, portanto, sirvam para encurtar o caminho entre o plano e a realização dos sonhos.

Não se esqueça de construir a sua reserva de emergências, para lidar com imprevistos. A vida está cercada deles e é preciso estar sempre atento e preparado. Pense em uma reserva que consiga garantir o sustento de sua família, caso a fonte de renda principal sofra algum abalo durante alguns meses.

Para finalizar, aproveite o momento e a motivação deste início de ano para estudar mais sobre finanças pessoais e planejamento financeiro. Reveja seus hábitos de consumo e deixe para trás tudo que não faça mais sentido pra você! Poupe o máximo que puder e invista sempre!