Como comprar a lista de material escolar sem comprometer o orçamento familiar?

291 views

Para quem é responsável por crianças em idade escolar, início de ano é sempre igual: hora de ir às compras para o material escolar!

Fui entrevistada pela Rádio CBN tendo como norte a seguinte questão: como comprar a lista de material escolar sem comprometer o orçamento familiar? Ouça a entrevista completa a seguir:

Se preferir leia a transcrição abaixo:

 

CBN: Comprar na internet é uma opção?

Leticia Camargo: Sim. Inclusive, existem portais de comparação de preços. Eles exibem os sites de compras com melhores ofertas para cada item pesquisado.

 

CBN: E se organizar com outros pais para comprar no atacado?

Leticia Camargo: As compras coletivas fazem muito sentido. Eu mesma fiz uma pesquisa recentemente e descobri que existem lojas que dão descontos de 12% a 30% para compras em grande quantidade e você nem precisa abrir mão de marca, pois estas lojas oferecem as principais. Vale a pena sim juntar os pais, organizar grupos pelo WhatsApp ou outro meio e comprar coletivamente. Todo mundo sai ganhando com essa prática.

 

CBN: Nesse caso então, a criança ir junto não é uma boa ideia, né?

Leticia Camargo: É realmente difícil levar as crianças, pois geralmente elas querem aqueles itens da moda (princesas, desenhos animados, etc…), o que termina saindo mais caro do que os itens mais simples. Por isso, se a ideia é economizar, o ideal é deixar as crianças em casa.

 

CBN: E para quem tem mais de um filho? Qual é a orientação que você pode dar?

Leticia Camargo: Para quem tem mais de um filho, é interessante verificar o que o filho mais velho já utilizou e comparar com a lista de materiais do filho mais novo. Pode ser que alguns itens se repitam e possam ser reaproveitados.

Algumas escolas fazem feirão de livros em que se consegue fazer trocas de livros didáticos e de literatura. Ainda que a escola não promova os feirões, os próprios pais podem se organizar e realizar essas trocas para benefício de todos.

 

CBN: Muitas vezes a criança insiste e quer trocar o material do ano anterior, mas realmente reciclar é uma excelente forma de economizar, né?

Leticia Camargo: Sim! Analise o estado do material do seu filho. Você pode descobrir que dá para reaproveitar muita coisa. Nesse sentido, um modo de acalmar a criança e diminuir a pressão delas por material 100% novo é tentar deslocar a conversa para o lado da sustentabilidade.

Hoje em dia, as crianças aprendem muito sobre isso na escola. Os princípios de cidadania e sustentabilidade podem servir para salvar o Planeta e, nessa ocasião, ainda geram economia no bolso.

 

CBN: Muitos pais já começam a comprar o material escolar antes mesmo do Natal para tentar aproveitar ofertas. Mas essas promoções são mais frequentes perto do início das aulas, ou quanto mais cedo você comprar melhor fica (com mais descontos)?

Leticia Camargo: O brasileiro tem o costume de deixar tudo para a última hora. Então… Na última hora provavelmente você já não vai encontrar as barganhas e vai acabar tendo que pagar mais caro, até por ter menos tempo para procurar. Se você compra antes, em um período de menor movimento, é bem possível que consiga melhores ofertas nas papelarias. Em cima da hora, haverá mais demanda e, se existe maior demanda, o comércio terá menos necessidade de fazer promoções para vender.

 

CBN: Isso vale para materiais como caderno, lápis, borracha… Mas os livros são tabelados, então não adianta muito, né? Agora… Muitos pais deixam para o finalzinho também por conta do cartão de crédito, né? Deixam para comprar quase que na véspera para que esta conta chegue depois, ou seja, para adiar a data da chegada da fatura.

Leticia Camargo: Esta pode ser uma boa opção, já que pode deslocar a fatura para o mês seguinte, sem contar a possibilidade de parcelamento. Isso é bom, pois normalmente a fatura de janeiro já vem bem recheada.

 

CBN: Para os livros não tem muita diferença… A dificuldade pode ser encontrar os livros, né?

Leticia Camargo: Pois é… Às vezes você chega na papelaria ou livraria e o estoque já se esgotou. Aí é preciso encomendar e ficar esperando o novo estoque chegar. Assim há o risco de demorar e a criança começar as aulas sem o livro. Tem que prestar bastante atenção nisso para não deixar muito em cima da hora e acabar comprometendo o estudo do filho.

 

CBN: Quanto à questão da troca de livros, é muito importante conservar o livro ao longo do ano, certo?

Leticia Camargo: Sim. É preciso cuidar bem do material, sempre pensando em sua reutilização.

 

CBN: Em relação à lista de material, que itens temos em casa e que podem ser aproveitados para a criança na sua opinião?

Leticia Camargo: Então…Normalmente podemos ter itens como apontador, lápis de cor, caneta, canetinha… Esses são materiais que conseguimos reutilizar de um ano para o outro. Até a própria mochila pode entrar nessa lista. Talvez alguns itens mais utilizados precisem de reposição, mas aquilo que se usa menos pode ser sim tranquilamente reaproveitado.

 

CBN: Na pesquisa, use a internet para pesquisar, pois existem pesquisas que demonstram que a variação de preços pode ultrapassar mais de 400% de um local para outro, certo?

Leticia Camargo: Alguns PROCON’s lançam uma lista com os preços, fazendo uma pesquisa realmente e demonstrando os preços dos maiores para os menores. De repente, vale a pena procurar no PROCON do seu Estado e verificar se eles fizeram essa lista.

 

CBN: É melhor comprar tudo em um só lugar ou é melhor comprar em lojas diferentes?

Leticia Camargo: É preciso considerar o tempo que se está perdendo ao ir de uma loja para outra. Além disso, tem um custo de deslocamento (carro, combustível, táxi, ônibus…). Pela internet é mais vantajoso, pois esses custos podem ser eliminados ou reduzidos.

Porém, dificilmente você vai conseguir descontos significativos comprando os itens em separado, mas se você comprar em quantidade o mesmo item, existem papelarias que têm preços diferenciados para atacado e para varejo.

 

CBN: No caso da internet, temos que avaliar ainda o valor do frete, certo?

Leticia Camargo: Sim. É verdade. É importante verificar, pois alguns sites dão frete gratuito após um determinado valor em compras. Tem que pesquisar bastante isso, mas o ideal é você fazer a pesquisa, somar tudo e ver o que deu menos no final.

 

CBN: Aquela lógica de reaproveitar cadernos… É uma forma de economizar também, de conscientização, já que muitas vezes o pai compra um caderno de 200 folhas e o filho usa apenas 50 folhas, aí o caderno fica encostado, é jogado fora etc… Mas pode ser reaproveitado como rascunho também…

Leticia Camargo: É sempre válido reutilizar sim. Estamos em uma época em que temos maior consciência sobre o nosso impacto no Planeta. A reutilização não é só uma questão de economia, mas é, antes de tudo, uma questão de sustentabilidade.

 

CBN: Na hora de negociar comprando de um único lugar, vale a pena pagar a vista, barganhando algum desconto?

Leticia Camargo: Nesse caso, é preciso avaliar bem se o desconto vale a pena e se existe um desconto específico pelo pagamento a vista. É preciso fazer a conta e verificar se vale a pena optar pelo desconto ou manter, por exemplo, o dinheiro investido, rendendo juros por aquele período. Porém, se você já está no cheque especial e endividado, tendo que pagar juros, aí o ideal é parcelar, pois os juros desses empréstimos (cheque especial) costumam ser bem maiores.

 

Dica final: fazer o planejamento de modo antecipado pode fazer toda a diferença. Se planejar para pagar à vista e poder barganhar um bom desconto pode ser muito valioso. Você pode, por exemplo, poupar o 13º ou juntar dinheiro ao longo do ano. Pode comparar os gastos do ano anterior e definir um orçamento para o novo ano. Enfim… Com planejamento tudo fica bem mais fácil e vantajoso.